Busca

Lesões no Menisco

O joelho é uma articulação complexa que sofre flexão, extensão, rotação lateral e permite movimentos em 7 eixos. Os meniscos são essenciais para a biomecânica normal da articulação do joelho, agindo como lubrificadores, estabilizadores, amortecedores e distribuidores de carga dentro da articulação.

Os meniscos são pequenas estruturas de cartilagem (fibrocartilagem) em número de dois por joelho, localizadas sobre a superfície da tíbia.
A cartilagem do menisco tem uma superfície lisa e possui a capacidade de adaptar-se à compressão, deformando-se e retornando à sua forma original.
Há um menisco na parte interna (medial) e outro na parte lateral da superfície da tíbia.
Os meniscos conectam-se à superfície da tíbia e fêmur e funcionam como absorvedores de choque durante os movimentos do joelho. Outras funções importantes são proporcionar estabilidade e auxiliar na lubrificação da cartilagem articular.

As lesões dos meniscos podem ocorrer em qualquer faixa etária e são mais comuns em homens do que em mulheres, na proporção de três por um.
Em pessoas mais jovens, a causa de lesão meniscal é geralmente traumática, sendo a entorse do joelho o mecanismo mais comum de trauma.
Durante a nossa evolução natural, os meniscos sofrem uma espécie de alteração da sua estrutura inicial, o que os torna mais susceptíveis e frágeis às lesões por traumas, mesmo de menor intensidade ou sem trauma algum. A partir dos 40 anos de idade a maioria das lesões dos meniscos ocorrem neste padrão e chamamos estas lesões de degenerativas.

A dor aguda é causada pelo menisco lesionado (“rasgado”) que puxa sobre a cápsula da articulação sinovial bem inervados. Inchaço resulta de inflamação da membrana sinovial e derrame (popular “agua no joelho”)por excesso de produção de líquido sinovial.
Temos um tratamento individualizado, com a utilização de técnicas que combatem a raiz do problema e não apenas os sintomas.