Busca

As "canelites" na corrida

A “canelite” é o nome popular da síndrome do estresse tibial medial (SETM), uma das lesões por sobrecarga mais comuns no atletismo e principalmente na corrida. Podemos encontrar na literatura outras denominações para a “canelite”, tais como: “dor na perna induzida pelo exercício” e “tibialgia”.

A “canelite” foi primeiramente descrita como uma dor na perna induzida pelo exercício localizada especificamente na margem posterior e interna (medial) do osso da tíbia. Embora vários estudos tenham procurado estabelecer as causas exatas para o surgimento da dor na “canelite”, esta questão permanece ainda não resolvida. Até recentemente, a teoria mais aceita era a inflamação do tecido que recobre o osso da tíbia (periósteo), gerada pela tração dos músculos sóleo e flexor longo dos dedos.

Novos estudos apresentam a teoria de que a “canelite” não seja uma inflamação, mas sim a uma resposta de formação e absorção de osso, secundária à tração exagerada que os músculos exercem sobre a tíbia.

A sensação de “dor óssea”, gerada durante a aterrissagem do pé na corrida, apresenta uma evolução progressiva. No início, a dor tem baixa intensidade, mas pode evoluir para grande intensidade, limitando o treinamento.

Os fatores predisponentes ao aparecimento das canelites são ainda amplamente discutidos, tais como a pronação excessiva, as atividades de impacto repetitivo, o aumento súbito na frequência, intensidade e duração da atividade esportiva, o treinamento em superfícies rígidas, algumas técnicas de treinamento, calçados inadequados, os desequilíbrios musculares, as deficiências de flexibilidade, elevados índices de massa corporal, lesões pregressas e anormalidades biomecânicas.

Fatores de risco• Aumento excessivo no volume e/ou intensidade de treinamento, como também treinamento sem orientação de um profissional;• A iniciação recente no esporte ou mudanças de atividade;• A fraqueza dos músculos dos membros inferiores, como também a falta de alongamento da panturrilha;• Pisos duros e compactados como concreto e asfalto devem ser evitados. Dê preferência à grama ou pisos de terra, e evite também terrenos acidentados. Concreto é seis vezes mais severo para os seus tecidos da tíbia do que o asfalto. O asfalto é três vezes mais severo do que a terra batida. A grama é ainda mais macia, e diminui significativamente o risco de inflamação na região da tíbia;• Pés hiperpronados e hipersupinados;• Correr inclinando o tronco para frente;• Mulheres na menopausa;
• Tênis inadequado para o seu tipo de pisada.PREVENÇÃOAprenda a exercitar-se de forma gradual.Evite fazer muito exercício muito rápido. Se você quiser se queimar calorias extras, adicione treinamento de força ou trabalho do núcleo a sua rotina, enquanto o seu corpo se adapta a uma nova rotina de cardio.Fortaleça as canelas e panturrilhas.Faça exercícios em casa para evitar canelite.·Fique na borda de um degrau. Coloque a parte anterior de seus pés no degrau, mas deixe os calcanhares pendurados fora da borda. Eleve cada calcanhar 10 vezes. Em seguida, faça o mesmo, mas com os dedos apontados para fora e para dentro.· Sente-se numa cadeira com uma perna levantada. Coloque um peso de tornozelo no pé. Levante os dedos dos pés em direção a suas pernas. Repita 10 vezes em cada lado.